Portal do Governo Brasileiro

OK

20/06/2012
Cadastro Pró-Ética tem adesão da Caixa Econômica e da 3M do Brasil

A Caixa Econômica Federal e a 3M do Brasil Ltda. são as mais novas empresas integrantes do Cadastro Empresa Pró-Ética. O Cadastro conta, agora, com dez empresas consideradas comprometidas com a ética e integridade. Para conhecer todas as empresas que fazem parte do Cadastro acesse: www.cgu.gov.br/empresaproetica

Ao todo, 23 instituições solicitaram adesão ao Cadastro nesta 3ª rodada, mas apenas três apresentaram todas as informações e documentos referentes às medidas de ética e integridade exigidos para avaliação do Comitê Gestor. Após avaliar o material apresentados pelas instituições, o Comitê Gestor do Cadastro deliberou pela aprovação da entrada das duas empresas, Caixa e 3M, durante reunião realizada no último dia 10 de maio.

A solicitação de adesão à iniciativa é voluntária. A empresa interessada em aderir deve responder ao questionário que traz perguntas sobre a implementação de medidas de integridade e anticorrupção. Para cada item do questionário, a empresa encaminha informações/documentação que atestem as informações prestadas. Para ser aprovada no Cadastro, a empresa precisa atender a 100% dos itens obrigatórios e, pelo menos, 50% dos itens desejáveis, presentes no questionário.

Ao aderir ao Cadastro Empresa Pró-Ética, a organização assume o compromisso público, por meio da assinatura de um Termo de Compromisso, perante o governo e a sociedade, como forma de declarar sua disposição investir em medidas de promoção da ética e de prevenção da corrupção que contribuam para um ambiente mais íntegro, ético e transparente no setor privado e em suas relações com o setor público.

Composição

O Comitê Gestor do Cadastro Empresa Pró-Ética é composto por representantes da CGU, do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, da Confederação Nacional de Indústrias (CNI), Federação Brasileira de Bancos (Febraban), BM&F Bovespa, Ministério de Desenvolvimento Indústria e Comércio (MDIC), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), Instituto de Auditores Independentes do Brasil (Ibracon) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Assessoria de Comunicação Social
Controladoria-Geral da União

voltar para o menu acessível